Resposta salomônica

Ainda anteontem eu comentava com Namorado sobre a sabedoria de Salomão (o start da conversa foi a filosofia/religião/seilaoquê Rastafari) e isso incluía não somente os julgamentos (leia a partir do verso 16) mas também a lábia com as mulheres .

Recebi um e-mail que vou transcrever aqui, porque foi a melhor resposta que já vi ser dada a uma mulher que deseja matar um filho que está em seu ventre. E a situação apresentada na história a seguir, é muito mais comum do que se imagina. No momento, eu tenho duas amigas nessa situação. Ainda bem que nenhuma das duas cogitou abortar, mas uma delas está bem deprê… imaginando como será cuidar de dois bebês com diferença de menos de um ano entre eles. Não quero nem entrar no mérito da questão “planejmento familiar”, mas que isso aí existe, existe. E casais casados, que fizeram a besteira de não se planejarem logo após o nascimento de um bebê, simplesmente acham que não dá pra cuidar de um outro, e é mais fácil abortar.

Bom, lá vai o texto transcrito:

O crime é exatamente o mesmo!

Uma mulher chega apavorada no consultório de seu ginecologista e diz:

– Doutor, o sr. terá de me ajudar num problema muito sério. Este meu bebê ainda não completou um ano e estou grávida novamente. Não quero filhos em tão curto espaço de tempo, mas num espaço grande entre um e outro…

E então o médico perguntou : Muito bem. E o que a senhora quer que eu faça?

A mulher respondeu : Desejo interromper esta gravidez e conto com a sua ajuda.

O médico então pensou um pouco e depois do seu silêncio disse para a mulher : Acho que tenho um método melhor para solucionar o problema. E é menos perigoso para a senhora.

A mulher sorriu, acreditando que o médico aceitaria seu pedido.

E então ele completou : Veja bem, minha senhora, para não ter de ficar com os dois bebês de uma vez, em tão curto espaço de tempo, vamos matar este que está em seus braços. Assim, a senhora poderá descansar para ter o outro, terá um período de descanso até o outro nascer. Se vamos matar, não há diferença entre um e outro. Até porque sacrificar este que a senhora tem nos braços é mais fácil, pois a senhora não correrá nenhum risco…

A mulher apavorou-se e disse : Não doutor! Que horror! Matar uma criança é um crime!

– Também acho minha senhora, mas me pareceu tão convencida disso, que por um momento pensei em ajudá-la.

O MÉDICO SORRIU E, DEPOIS DE ALGUMAS CONSIDERAÇÕES, VIU QUE A SUA LIÇÃO SURTIRA EFEITO.

Convenceu a mãe que não há menor diferença entre matar a criança que nasceu e matar uma ainda por nascer, mas já viva no seio materno. O CRIME É EXATAMENTE O MESMO!!!!!

“Somos o que repetidamente fazemos, a Excelência portanto, não é um feito, mas um Hábito!”

DIGA NÃO AO ABORTO, A JUSTIÇA DO HOMEM É CEGA MAS A DIVINA VÊ ATÉ O QUE ESTÁ ESCONDIDO ! ! !

Desconheço a autoria, mas se dissesse que seria de Salomão, não seria absurdo algum…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s