Diário de uma magra-sem-vergonha e estressada

Eu poderia começar este post dizendo que o Diário de uma magra está atrasado porque a balança aqui de casa ficou sem bateria, e por isso não pude fazer o acompanhamento necessário, já que pra um controle honesto é preciso que as pesagens sejam feitas na mesma balança. Isto é verdade (sobre a balança estar sem bateria – comprei ontem), mas o motivo do atraso na atualização do Diário é outro, ou melhor, são outros.

Bem, a bendita qualificação do Mestrado será na próxima quinta, dia 9 (anota aí e se você crê em Deus erga as mãos para o céu numa prece…) e a estressada aqui está com esofagite de refluxo, de tão estressada com a situação. Aí, podem escolher: estresse se “cura” com:

(  ) comida (bem doce e/ou com muito queijo)

(  ) sono extra (típico de quem quer fugir do monstro da situação)

(  ) Red bull, Bivolt e afins (riquíssimos em calorias, mas que afastam o sono citado acima)

(  )  Horas com a bunda grudada na cadeira ou no sofá escrevendo a dissertação, na verdade dias inteiros sem sair de casa nem pra olhar a cara da rua

(  ) Loucuras como aceitar convite de amiga para ir pra praia em plena 2a feira chuvosa e nublada, só para bater papo e comer caranguejo

(  ) todas as anteriores

 

Quer dizer…

Então, depois de semanas sem me pesar, eis o veredito:

Os exatos 74 Kg estão aqui, firmes e fortes (ops, nem tão “firmes” assim), implorando para não irem embora. Na contabilidade geral, estou [ainda] no lucro, -0,5 Kg, mas vamos combinar que é sacanagem desse corpo moreno, cheiroso e gostoso que não obedece meus desejos, se eu o trato tão bem, né?

Ah, e hoje tem reencontro de um grupo do qual eu participei por quase dois anos e a quem não vejo há outro tanto de tempo, num rodízio de pizza… já estou contando que o sinal de negativo no 0,5 Kg citado acima vai desaparecer ainda esta noite.

That’s all, folks!

PS- Depois de 25 dias sem dar as caras, Dona Enxaqueca deu sinal de que não me abandonou, e pintou na área anteontem. Tentei enrolar a criatura, fingi que estava dormindo, ela pareceu que ia desistir, mas ficou à espreita. Ontem à tarde arrombou a porta e se instalou no meu sofá.  No momento estou fazendo de conta que ela é invisível e virando a cara pra ver se ela me esquece. #Oremos.

Anúncios

  1. Oh miga! Fica assim não…
    Mas stress e preocupação não combina com vida saudável! Relaxe…
    Relaxe, mas não exagere…
    Terminar logo esse negócio da qualificação, depois reserva um tempo de você para você! Sacou!? E manda bala! 🙂
    Já falei que dia 09 vai ser lindo, né?!
    um cheiro!

  2. Inocent Bell, assim tu te expões aos Dexters que andam por aí…
    …Quanto a mim, gosto muito do dito cujo: esquartejemos esse corpinho…

    “ Desiste, esta busca é inútil”: nem Herr Doctor Fernando Hoisel te convenceria a abdicar do 6º pecado capital.
    ………………………………………
    Fala sério: já te disse que tua dissertação não carece de defesa: o Universo conspira a teu favor, deixa-te de neuroses.
    ………………………………………
    Tá ligada?
    É o seguinte: Na rua, na chuva, na fazenda ou num big apartamento no centro de Ilhéus, com vista para o estádio…O que mais queres?
    Por coisa nenhuma, Jó foi posto à prova… Tá ligada?
    ………………………………………
    Enxaqueca? – Diagnóstico de Fernando Hoisel: alimentação inapropriada.
    …O corvo concordaria: “É só isso e nada mais…”
    ……………………………………….
    “Os exatos 74 Kg estão aqui, firmes e fortes (ops, nem tão “firmes” assim), implorando para não irem embora.”
    Sejamos duramente científicos: se estão aí foi porque alguém os levou…
    …………………………………..
    Splish splash for you.

    Jucemir

    • E ainda:
      espinhela caída, golpe de vento, banzo, febre terçã, nó nas tripas, unheiro, inflamação no ovário, gota, fibromialgia, Parkinson, Alzheimer, Lou Gehrig, mau olhado, mal de amor, mal francês, doença de Charcot, síndrome do pânico, síndrome miastênica de Lambert-Eaton[Confesso: esta me foi sugerida pela Wikipedia. ], artrite, mastite, tendinite,catarro preso, urina solta,bicho de pé, solitária, fasciola hepatica, amebíase, lombriga,maleita, halitose, flatulência, remela, pé de atleta, chato, furunculose, …
      …e, sobretudo, mal dos poetas…

      …Nunca se sabe quando Dinah vai precisar…

      Grande abraço em ambas as duas conjuntamente juntas.

      Jucemir

      P.S.: Dinah, espero que Fernando seja – além bom médico – um sujeito “sangue bão” e bem humorado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s