Sobre o anonimato

Desde o começo deste blog eu mostrei a cara. Nome, cidade, atividades, fotos, família, diarinho… nada escondido, ao menos para ser coerente com o título do blog. Mas nesses 5 anos de blogosfera encontrei muita gente que usa pseudônimo, não coloca foto, não dá nem uma dica de onde mora, etc, etc, etc. Alguns pensam nisso como proteção, naquela nóia de "perigos da internet". Têm sua razão, mas não é disso que eu quero falar. [E nem de comentários anônimos, isso é irritante por si só e nem merece minha atenção.]

Tenho amigos na net que não "se mostram" de maneiras diferentes: tem os que "se assumem" para o mundo numa boa, mas escondem da família e amigos chegados que têm um blog; tem os que possuem blogs terapêuticos, como catarse, onde criam mesmo um personagem, para expor coisas que não poderiam ser ditas sendo eles mesmos; tem os que simplesmente adotam um "nome novo" e vão levando, sem muitas preocupações… e vários desses já se revelaram, deixando de ser anônimos depois de algum tempo.

Algumas vezes eu pensei que meu blog deveria ser anônimo, pra poder dizer o que eu quisesse sem me preocupar com as consequências… mas esses pensamentos passaram rápido, e eu alterno entre "o blog é meu e eu digo o que quiser ié ie ié" e "sssshhhh, quietinha, garota!".

Se o blog fosse anônimo, se eu não morasse na capitania, se as pessoas que me conhecem na real não lessem o blog, se quem me lê não me conhecesse… seria bem mais fácil. Ao mesmo tempo, se eu não me mostrasse, se não fosse eu mesma, não teria as amizades que tenho do outro lado da telinha. Enfim, como tudo na vida, o anonimato no blog tem suas vantagens e desvantagens.

Hoje estou na fase do desejo de ser anônima. Porque tem tanta coisa entalada na garganta que não posso falar por motivos variados e porque essas coisas entaladas não estão me fazendo bem. 

Não, não vou fazer outro post-vômito e descarregar em vocês meus problemas, relaxem. Este divã está fechado para as festas e espero que não somente o ano novo mas os novos dias, um após o outro, tragam soluções, calma e discernimento à minha cabeça e meu coração.

Anúncios

  1. Ligeiros comentários.
    Tenho cá pra mim umas hipóteses de trabalho.
    Teoria da conspiração: Anabel é um programa interativo inventado pela C.I.A. em colaboração com o KGB, o MOSSAD e o MI-5..
    Teoria poeticopessoniana: Anabel é o último dos heterônimos…
    Teoria psicótica: Anabel é irmã caçula de Alan Bates…
    Teoria cibernética: Anabel é uma falsa memória que nos foi implantada há uns dois ou três dias…
    Teoria alienígena: Anabel é um ser extraterrestre que se disfarça em humanoide e cuja missão é fazer o reconhecimento para a grande invasão…
    Teoria debordiana: Anabel é um espetáculo…
    Teoria matrix: ninguém é ninguém…
    Teoria cartesiana: Anabel é criação do malin génie…
    Teoria científica (pode ser provada): Anabel é uma vivente que mora em Ilhéus, bem ali no Jardim Savoia,número tal, tantos anos, foi aluna e professora do Vitória, é fanzoca de F.B.H., mas se casou com Mascarenhas, tem dois rebentos, parece que tem uma coleção de KODAKs, come pizza , bebe cocacola e depois reclama [Já dizia aquele famoso escritor russo-ucraniano: “Não reclames do espelho se tens a cara torta.”),é minha amiga, tem muita história pra contar, etc, etc, etc…e estamos aqui pra ouvir.

    Jucemir

    P.S.: Seguiu na segunda-feira. Por favor, troca aquele “ um ícone” da dedicatória por “obra-prima de quem estava no lugar certo e no momento exato”.(Suponho que não se trate de arranjo.).”Ícone” é obviamente um termo incorreto.

  2. Bem entendo essa fase que a gente quer falar o que quer sem medir a consequência! É uma meleca ter que ser contida em TUDO nessa vida! Parece que tem dia que a cabeça quer explodir mesmo!
    E até para soltar o verbo sem medo de ser feliz a gente tem que pagar, não existe terapia de graça, né?
    Só quem conhece a gente por inteiro é a gente mesmo!

    • Meu Deus, Tâmara!!!!! Como eu gostaria de ME conhecer POR INTEIRO!!!!! Ou talvez nem gostasse!!!!!

      Com um beijo,um ano novinho em folha para você! Com TUDO de bom!!

      Para Bel e Masca o meu Carinho, que sobreviverá até a mim mesma !
      (Cruzes!!! carinho de fantasma quem há de querer???)

  3. Eu já fui de tudo um pouco isso ai, mas nunca consegui ser totalmente anônima, acabo me dedurando sempre. A única forma que encontrei de ficar anonima e nunca me dedurar foi tendo um blog fechado só pra mim, ninguém acessa, e mesmo assim não tá com meu nome. Posto nele 2 vezes por ano e olhe lá, mas é bom tê-lo quando preciso desengasgar (pois parece mais prazerozo digitar em um editor de blog no que no word, vai entender?).
    Bom Bel, minha chará, espero que você desengasgue de um jeito ou de outro, nem que seja escrevendo só pra você. E que tenha um bom finzinho de 2010 =)
    Beijos

  4. Que reflexão, dona Anabel!! Concordo com tudo, mas sou sempre mais chegado para aquela parte do “blog é meu e falo o que quiser, porra!” Dias melhores pra vc, sempre. E se quiser escrever uns impropérios para o mundo, eu abro espaço para um guest post no meu blog. A casa é nossa… bjo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s