Sessão de vídeo

Hoje ainda não é sexta, e não vou ao cinema, mas que tal ver uns vídeos legais?

O primeiro, vi no blog da Caminhante, junto com um texto sério sobre teste de coral (do qual eu entendo muito bem). Mas só “vi”, não “assisti” o vídeo. Mas foi no Janela Colonial, com o título “Sessão de arremessos”, visto via Google Reader, que ele apareceu novamente, e a legenda: “vi no Blog da Jady e fiquei #tensa”.  Aí fui assistir de fato, porque leio assiduamente o blog da Jady e não  vi por lá nada que tivesse me deixado tensa, recentemente. Aí… Confiram vocês.

Rauuulaaa!

Outro é a nova propaganda da coca-cola, um encanto. Precisa dizer que fiquei emocionada? Pois é, eu, que estou em processo de desintoxicação, vou aqui fazer propaganda da dita cuja pretinha (deliciosa!):

Razões para acreditar

E outro pra emocionar: Vou-me embora pro passado,  colocado pela Jady no comentário do post sobre Pasárgada. Marido ficou encantado… eu confesso que algumas coisas não fazem parte do MEU passado, mas só algumas. Jessier Quirino, de Campina Grande – PB, um artista e tanto!

Vou-me embora pro passado.

Menu degustação

Seguindo a Jady, que viu na coluna  da Fernanda Thedim, crítica gastronômica da Veja Rio. Claro que minha comilança não chega nem perto do glamour das duas, mas eu sou assim, que é que eu posso fazer???

De manhã… café preto

Para acompanhar… aimpim com manteiga

Na praia… acarajé, abará, caranguejo e uma coca gelada

acarajé 2 coca2

Caminhada (seja onde for)… água

Na feira… eu não vou

Para brindar… coca de novo

No verão… água  de côco

No inverno… chocolate quente cremoso

No boteco… quibe com pimenta

Belisquetes… ruffles cebola e salsa

Festa de criança… uva coberta e beijinho de côco

Quitute junino… pamonha e milho assado na brasa

Desejo de Natal… não comer peru

Dobradinha perfeita… queijo e goiabada no rolinho chinês

rolinho

Para temperar… sal e cebola na manteiga

Herói da resistência… sonho

Uma obsessão… camarão

Projeto ICER 243

Dois vícios… acarajé e coca

Pé-sujo… sarapatel

Garfada de luxo… empada de nozes com doce-de-leite (na estrada de Itacaré) 

empada

8 coisas que não faço nem morta

Copiando a idéia da Cissa, que fez referência a esse post.

1. Vender minha consciência. Seja a que preço for, e por mais que estiver necessitando de grana.

2. Deixar de tomar Coca-cola. E, por favor, parem com a campanha surda atrás de mim. Não me enviem aqueles e-mails terroristas (isso é crime) dizendo que eu vou morrer se continuar tendo prazer com a pretinha.

3. Entrar no msn on line sem olhar antes quem está lá e tomar os “devidos cuidados”.

4. Brincar num pula-pula de novo. Mico eu aguento, King Kong, não.

5. Perguntar: “por que eu sou assim???” em tom de desespero, em alguma das situações em que me meto por ser DDA.

6. Ativar o espião do orkut. Xô paranóia! Quem quiser me visitar, fique à vontade. Se não for meu amigo, não verá minhas fotos nem meus recados!

7. Comer: fígado, giló, maracujá e seus derivados, ostra, lambreta, lula e todos os mariscos melentos, miolo, buchada, fatada e as outras “adas” que não lembro agora, acarajé fora da Bahia e qualquer coisa que me cause repugnância só de olhar. Eu não vou trair minha intuição feminina.

8. Trair seja lá quem e o que for. Compromisso é compromisso, e se precisar ser desfeito, será às claras, na base do jogo limpo.