Diário de uma Magra – Um ano depois

Gente, eu nem lembrava que já tinha tanto tempo… Na verdade eu estava contando o tempo de acupuntura, e seriam 7 meses, já que comecei em janeiro. Mas de verdade verdadeira, o primeiro post da série foi em 07 de agosto de 2010, um ano e duas semanas atrás. Então, acho que mereço contabilizar os resultados!

1. Peso exato: 68 Kg , o que significa -6,5 Kg do peso de um ano atrás! \o/ Considerem que passei pela menopausa (precoce, precoce, gente) e os hormônios fazem não somente engordar, como dificultam o emagrecimento.

2. Desviciei de coca-cola! \o/ \o/ \o/ Não sinto nem vontade, podem acreditar! Em casa ela nem entra mais, e na rua, peço, pela ordem: Água de côco, Mate, Nestea ou IceTea, H2Oh!, Aquarios ou Água  com gás. O cúmulo é que outro dia na pizzaria aqui perto de casa não tinha nada disso. Aí pedi: “me traz uma coca!” E… só tinha Pepsi! Isso é o que eu chamo de azar!

[Mas nesse desviciamento, de vez em quando ainda tomo, como esta semana nos aniversários das tias Jurema e Madalena, tomei um copinho de 200ml e não mais que isso.]

3. Os doces não exercem sobre mim o domínio e o fascínio de outrora. Sou capaz de olhar pra eles e dispensar, numa boa. Isso eu agradeço às agulhinhas da Dra. Acupunturista. Por falar nela, estou tendo sessões a cada quinzena, e sinto falta das sessões semanais. A Dra. Acupunturista tem se tornado uma boa amiga, e, a cada vez que vou lá, saio up!

4. Incorporei farinha de linhaça na alimentação diária, geralmente com iogurte (não diet/light) no café da manhã. Além disso, trigo integral e gergelim, que devem ajudar pra alguma coisa que não sei qual, mas devem. E frutas, especialmente laranja-lima e mamão.

5. Não deixei de comer pão nem massas. Mas diminuí bem a quantidade. Antes eu comia 4 ou 5 pedaços de pizza… hoje são só dois, e não tem mais o Romeu-e-Julieta que antes era obrigatório.

6. A atividade física é que não evoluiu muito. Jogo a culpa na falta de tempo, mas na verdade é falta de tomar uma atitude, mesmo. E continuo dizendo que vou caminhar, fazer hidroginástica ou qualquer outra coisa… mas ainda não comecei.

7. Já estou vestindo calças 42 sem ficar sufocada! Até uma 40 da DBZ eu consegui comprar, mas essa ainda entra justinha. Agora tenho uma “trouxa” de calças 46 e 48 precisando ser apertadas, porque calça jeans a gente não joga fora, né? Voltei a caber em um monte de roupas antigas, e meu alvo é um vestidinho preto que usei em 2001 – mas tá inteiro e lindão. Quando couber bem nele, eu fico satisfeita comigo. Já vesti semana passada e ele fechou, com algum esforço, mas não dá pra usar ainda.

8. Depois de emagrecer vou fazer plástica na barriga. Ah, vou. Isso não me pertence, não tem porque ficar no meu corpo, concordam?

É isso. Um ano, 6,5 Kg a menos, tô no lucro, no lucro mesmo. Agora tenho até outubro pra entrar no vestidinho preto pra ir ao casamento de Tâmara! (Viu, já tenho vestido!!! \o/ \o/ – Errr… usar preto às 16h 10:30h? Meleca!!!)

Fotos de comprovação:

De lado, pra ver que o bracinho Guerra tá dando tchau:

Bruna 7

Bruna 11

Cadê a papada???

Valéria 1

Close

Foto0322

De corpo inteiro – única foto que tenho no momento, mas na Mochilagem Fotográfica terei muitas, certamente!

19-08-2011 061

Anúncios

Diário de uma magra – O Retorno

Rapidinho, pra não cansar vocês e pra eu não desistir.

* Fiz ressonância magnética dos joelhos e o resultado foi o pior possível: Condromalácia patelar e troclear Grau II, agravado por “sobrecarga do extensor”. Resumo da ópera: Ou emagreço, ou os joelhos pifam de vez.

* Continuo na acupuntura, que tem melhorado as dores na coluna, as enxaquecas e a vontade de comer doce. Mas ainda continuo com os mesmos 74,5Kg do início do Diário de uma Magra.

* Voltei HOJE pro pilates, numa turma diferente da minha original, com pessoas de mais idade e consequentemente mais soft, o que me deixa mais capaz de fazer todos os exercícios na quantidade solicitada pela fisio. \o/

*Agendei hidroginástica pra começar na próxima segunda, com uma fisioterapeuta, e aqui no bairro, o que significa que vou e volto andando – mais uma atividade física. \o/

* Estou tentando REALMENTE fechar a boca, tirando especialmente carboidratos e doces. Marido diz que vai me ajudar. Wait and see.

* A dissertação… tá na reta final, deu uma empacada na hora da “conclusão”, mas espero (sinceramente) que ainda esta semana eu volte aqui pra dizer que pari o filho [quadrado], nem que seja a fórceps.

* Tô quase pirando, estressada e irritada, mas crendo que Deus vai me sustentar pra que eu não chegue às vias de fato na piração.

* Dr. Oftalmo detectou problemas na minha visão, uma miopia que não existia, e agora está prejudicando minhas fotos feitas com foco manual. Resultado: lentes de contato para fotografar, e óculos para trabalhar no computador. Ambos ficarão prontos na próxima semana.

Por hoje é só, pessoal. Vida corrida, mas VIDA!

Antes e Depois

Dessa vez fui eu a personagem da “transformação”. Me inscrevi num curso de auto-maquiagem, na loja/salão Belleza Pura, no Shopping Itart, aqui em Ilhéus. [Super recomendo!]. Sabe aquelas coisas absolutamente não planejadas, que simplesmente acontecem? Foi assim. Ouvi uma propaganda num carro de som, aproveitei que estava passando ali por perto, fui me informar… já saí com o curso pago, e agendado para o dia seguinte.

Só digo uma coisa: A-DO-REI!!! Eu, a não-vaidosa, a cara-lavada, a completamente alheia à feira das vaidades… saí de lá com um kit completo de maquiagem, incluindo coleção de pincéis (será que saberei pra que serve cada um???), corretivo, base, pó compacto, pó bronzante (eu nem imaginava que existia), blush, duo de sombras, lápis de olho e corretivo para sobrancelhas. Só não comprei batons porque não precisava. E deixei o delineador de lábios, porque não fez muito meu tipo.

Pra quem duvidou, ó aí a prova:

Curso de Automaquiagem 2011-01-25 Fotos da Profa. Jurema Araújo, sem qualquer retoque no Photoshop.

 

E detalhes do rosto, fotos minhas, olhando no espelho para o visor da câmera.

Curso de Automaquiagem 019 Curso de Automaquiagem 020

Curso de Automaquiagem 022 Curso de Automaquiagem 023 Curso de Automaquiagem 024 Curso de Automaquiagem 025Curso de Automaquiagem 017

Ah, preciso dizer: depois que tomei banho e tirei a maquiagem, Marido ficou o tempo todo dizendo que não queria a “branquelinha”, não, queria a “outra”… hehehehe

 

Pronto este foi o post-factual. Agora vamos às reflexões a que ele leva.

Auto-estima (com ou sem hífen?) é essencial na vida de qualquer pessoa. E não venham me dizer que o que importa é a beleza interior, etc, etc, etc, bla bla bla whiskas sachet. Todo mundo quer se sentir bonito, mulher ou homem, embora as cobranças sejam muito mais às mulheres, que precisam cuidar dos cabelos – cortar, tingir, pentear, alisar, cachear…- unhas, depilação, e, la crème de la crème, ser MAGRAS! Um homem com uma barriguinha proeminente passa batido, mas vá uma mulher vestir um biquine com gordurinhas sobrando, pra ver o tanto de olhares atravessados que receberá.

Mas uma coisa que percebi enquanto andava pelo calçadão, para encontrar Marido, toda maquiada, mesmo sem estar exageradamente maquiada, num final de tarde de uma terça-feira, foi que muitos olhares se voltaram para mim, digo de homens, que, passariam sem nem me perceber, dessa vez havia aquele olhar mais interessado, sabem como?

Sei que estava me sentindo “poderosa”.  Completamente diferente de quando cheguei para o curso, insegura, achando que não iria conseguir… olhe de novo as fotos do antes e depois… e sinta , no olhar, na postura, a diferença entre meus dois momentos.

Curso de Automaquiagem 2011-01-25

Mas voltemos ao que é “o objetivo maior de nossas vidas: ficar magra” – segundo a Tâmara. [Sei que é um exagerozinho básico de mulher, sei que os objetivos das nossas vidas vão muito além disso, mas esse é um dos nossos, é sim.

Daí que hoje fui ao Dr. Ortopedista na cidade vizinha, aproveitando a indicação de duas titias que já estavam apaixonadas pelo Dr. bonitão. E quando falei das minhas dores e mazelas, ele praticamente ignorou meu joelho, e concentrou na “costela cervical” em C7, que está me deixando com muita dor no ombro e com os braços dormentes. Não sei se já falei aqui que fiz uma cirurgia em 1997 onde retirei uma costela cervical do lado direito da 7a. vértebra cervical (C7). Cirurgia delicada, que poderia me deixar sem sensibilidade ou movimentos do braço e da mão, mas certamente me deixaria sem dor – era a promessa. E me deixou sem dor, mas com toda sensibilidade e movimentos meio atrapalhados da mão direita, sucesso total.

Então em 1997 fiz a cirurgia do lado direito e fiquei “em observação” para ver quando seria necessário fazer a do lado esquerdo. Sim, “quando”, porque certamente seria. E eis que agora, pouco mais de 13 anos depois, a oportunidade se apresenta. As tensões emocionais dos últimos tempos devem ter acelerado o processo, mas vou eu agora fazer os exames básicos: Raio X, Ultrassonografia com Doppler e Eletroneuromiografia para ver a quantas anda minha coluna e se já é chegada a hora.

E foi nisso que o Dr. Ortopedista bonitão concentrou a consulta. E eu voltava a perguntar do joelho, e do Meloxicam que tenho tomado religiosamente há mais de um ano, todos os dias, para suportar a dor na patela (não é na “patinha”, viu, gente?). E ele, com todo tato, disse mais ou menos assim: “Ao exame clínico a Condromalácia Patelar não está tão avançada para provocar dores tão fortes. Ela deve estar se agravando por conta do peso extra… ” E fez todo um discurso sobre cuidar de mim, além de cuidar dos outros, e quando eu disse que eram tantos os problemas que eu não iria me punir com dieta, ele respondeu: “Não encare como se punir, mas como se cuidar. Cuide do seu corpo e ganhe de presente qualidade de vida, e de brinde, fique livre da dor!” E não é que ele tem razão? Vou parar de encarar a dieta como punição, e encarar o emagrecimento como prêmio, além de saúde.

Ele me recomendou acupuntura, para tentar minimizar a ansiedade e a fome decorrente dela, tentei marcar, mas só em março… tudo bem, eu espero.  Até lá vou – Yes, I can – fazer exercícios físicos. Amanhã vou levar a bike no posto pra calibrar os pneus, e vou acompanhar as caminhadas de Marido. E mês que vem, assim que mamys melhorar mais vamos as duas pra hidroginástica.

Dessa vez o Diário de uma Magra chega a um final feliz. Quem duvida?